AVSI COMUNICA / Notícias

PROJETO GUERREIRA ZEFERINA CONCLUI ATIVIDADES APÓS 4 ANOS DE DESENVOLVIMENTO

Gerenciadas pela AVSI Brasil, as ações sociais aconteceram em parceria com a Prefeitura Municipal da capital baiana
Publicada em 02/10/2019

 

Após de 4 anos de execução, o projeto Guerreira Zeferina, que leva o mesmo nome do conjunto habitacional, teve as atividades concluídas. As ações sociais realizadas pela AVSI Brasil foram complementares ao trabalho de requalificação da área, realizado com recursos da Prefeitura Municipal de Salvador (PMS), e tiveram o objetivo de promover o exercício da participação e a inserção social das famílias para uma melhor qualidade de vida.

 

Ao todo, de 2015 a 2019, foram realizados 3.017 atendimentos individuais e mais de 20 atividades profissionalizantes (entre cursos e oficinas) que contribuíram para o incremento da renda familiar dos moradores. “O projeto ajudou a me relacionar melhor com a sociedade, através dos cursos profissionalizantes eu aprendi bastante”, afirma Joice Bastos, moradora da comunidade.

 

Joana Oricco, assessora estratégica da AVSI Brasil, ressaltou que a participação e presença dos moradores foi um elemento essencial para os bons resultados das ações sociais. “Finalizamos nossa atuação felizes, com o sentimento de dever cumprido, porque o projeto não seria nada sem a participação da comunidade”, comenta.

 

 

Gestão condominial e assessoria ao grupo gestor 

 

Para capacitar os grupos gestores de cada bloco de apartamentos da comunidade, foram realizadas oficinas de gestão condominial que, em nove encontros, discutiram as condições para uma boa convivência, regimento interno e preparação de perfil para síndicos e subsíndicos. A última reunião contou a eleição que decidiu todo o corpo gestor dos 10 blocos da comunidade, formado por síndicos, subsíndicos, tesoureiros e conselho fiscal.

 

Com o grupo gestor escolhido, as oficinas de assessoria tiveram início, para dar instrumentos ao trabalho da equipe gestora eleita. A consultoria oferecida por uma contadora com experiência em condomínio popular destacou os direitos e deveres do grupo gestor, além de informações sobre como escrever ata, realizar reunião de condomínio e estabelecer valores das taxas condominiais.

 

“No fim das atividades, foi possível perceber a integração entre os grupos gestores dos prédios. A oficina fortaleceu a relação entre eles”, afirma a gerente do projeto, Marcele Seixas. Cada membro da equipe recebeu das oficinas um kit contendo 2 livros atas, 1 talão de recibo e 1 livro de movimento de caixa, para auxiliar na organização prática das tarefas.

 

 

Atividades para crianças e jovens

 

Em 2019, também foram realizadas atividades direcionadas aos jovens moradores da comunidade Guerreira Zeferina. Ao todo, 3 oficinas foram executadas abordando múltiplos segmentos como valorização do dinheiro, preservação do meio ambiente e cuidado com o local em que vivem. Duas delas, sendo a oficina de educação ambiental e de orçamento doméstico, contaram com turmas também para adultos.

 

Cerca de 23 crianças participaram ativamente dos 9 encontros da oficina de educação ambiental, no qual foram trabalhados temas como lixo, água, comunidade, respeito e higiene através de uma metodologia audiovisual e dinâmica com brincadeiras e pintura. No último encontro, os pequenos receberam um diploma de participação e uma muda para que fosse plantada na própria comunidade.

 

De acordo com a gerente do projeto, a atividade rendeu muitos pontos positivos. Os encontros contaram com ações pensadas em fortalecer a ideia de pertencimento das crianças na comunidade em que vivem. “Acho importante as aulas para as crianças, porque elas são o nosso futuro. Com as crianças sendo educadas, elas podem passar para os pais, para os coleguinhas da rua. Essa é uma coisa que vai passando de geração em geração”, afirma Joice Bastos, moradora da comunidade e participante da oficina de educação ambiental para adultos.

 

Já a oficina de síndicos mirins elegeu 1 síndico mirim de cada bloco que, através de pequenas formações para entender as regras do condomínio, poderão auxiliar na fiscalização do seguimento das normas. Além disso, através de filmes, atividades em grupo e colagens, aconteceu a oficina de orçamento doméstico que reuniu crianças de 5 a 11 anos com o objetivo de trabalhar a valorização do dinheiro e evitar o desperdício do mesmo.

 

Com foco em melhorar a convivência entre pais e/ou responsáveis com os filhos adolescentes, aconteceu a Escola de Pais e Filhos, que trabalhou com questões de relacionamento abordando temas presentes no dia-a-dia das famílias como liberdade, violência e sexualidade.

 

Segundo Marcele Seixas, a atividade surgiu quando a equipe detectou a dificuldade de relacionamento entre pais e filhos. “Os pais questionavam as complexidades de como dialogar sobre certos assuntos e de ter filhos adolescentes. Já os filhos não sentiam uma abertura em casa para tratar algumas questões”.

 

 

Atividades realizadas em 2019:

 

  • 73 Atendimentos individuais;
  • 199 Exemplares do Manual de Utilização das Instalações Condominiais e do Apartamento entregues;
  • 1 Curso de Fortalecimento das Organizações da Sociedade Civil;
  • 1 Curso de profissionalizante de Panificação Básica;
  • 1 Curso profissionalizante de Confeitaria Básica;
  • 12 Oficinas de Encontro de pais e filhos;
  • 1 Curso de Planejamento e Orçamento Doméstico (com 2 turmas);
  • 1 Curso de Educação Ambiental (com 2 turmas, separadas entre crianças e adultos);
  • 1 Reunião comunitária;
  • 12 Oficinas com grupo gestor dos blocos, incluindo o síndico mirim;
  • 9 Oficinas preparatórias para eleição do grupo gestor;
  • 3 Oficinas com os síndicos mirim;
  • 14 Encontros com os moradores dos 10 blocos.

 

Para saber os resultados gerais do projeto (2015 a 2019), clique aqui.



Links relacionados


Compartilhe
Imprimir ou enviar por e-mail
Mais Notícias

 






Sede: Salvador - Bahia - Brasil / 71 3555-3355 / salvador@avsi.org - Filiais e escritórios: Ceará, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Roraima.