AVSI COMUNICA / Notícias

PROTAGONISMO VENEZUELANO E ADAPTAçãO DURANTE A PANDEMIA SãO DESTAQUES EM PUBLICAçãO DO ACNUR

A Agência da ONU para Refugiados divulga uma série de relatórios detalhando atividades realizadas nos abrigos em Roraima
Publicada em 16/09/2020
Os nmeros de registros de novos refugiados, em Roraima, diminuram aps o incio da pandemia

A pandemia da COVID-19 trouxe impactos socioeconmicos em todo o Brasil, inclusive para o setor de emergncia humanitria. Com o fechamento da fronteira entre o Brasil e a Venezuela e o ???novo normal??? ocasionado pelo coronavrus, os nmeros de registros de novos refugiados diminuiram. Alm disso, o cotidiano nos 13 centros de acolhida, presentes em Roraima, tambm passaram por uma srie de mudanas contemplando as medidas de segurana de sade.

Os dados e variaes de cada abrigo esto disponveis na srie de relatrios mensais de registros e abrigamento emitidos pela Agncia da ONU para Refugiados (ACNUR). As informaes foram registradas na plataforma R4V - Resposta a Venezuelanos, uma coordenao interagencial do sistema das Naes Unidas e da sociedade civil. A plataforma R4V composta por um conjunto de parceiros e tem como objetivo responder ao fluxo de venezuelanos na Amrica Latina e Caribe. No Brasil, 13 agncias da ONU e 27 organizaes da sociedade civil compem a plataforma R4V.

A AVSI Brasil contribui com a Operao Acolhida e o ACNUR por meio do gerenciamento de 8 dos 14 centros de acolhimento de Roraima, sendo 7 em Boa Vista e 1 na cidade de Pacaraima.

Dados sobre os refugiados

O relatrio mais recente mostra que 5.461 pessoas encontravam-se abrigadas em Roraima, em julho de 2020, sendo 3.620 pessoas refugiadas nos abrigos gerenciados pela AVSI Brasil. Segundo a srie de relatrios, a mdia de permanncia nos abrigos foi impactada. Em junho, um refugiado permanecia 315 dias num centro de acolhida, j em julho o nmero diminuiu para 304. Alm disso, o nmero de registros de novos refugiados teve uma das maiores quedas desde 2018. Em janeiro de 2020 foram 8.577 venezuelanos registrados no Brasil, j em julho o nmero diminuiu para 954.

A presena dos colaboradores da AVSI Brasil em Roraima busca facilitar a migrao e a mobilidade ordenada, segura, regular e responsvel das pessoas, por meio da implementao de polticas de migrao planejadas. Dentro dos relatrios mensais do ACNUR possvel encontrar informaes sobre as atividades desenvolvidas pela equipe AVSI Brasil dentro de cada centro de acolhimento, agregando desde aes de conscientizao sobre a COVID-19 at cursos de portugus e atividades recreativas com crianas.

Participao comunitria

A participao comunitria dos venezuelanos teve crescimento significativo desde o incio da pandemia. Compostos por membros da prpria comunidade de refugiados e migrantes abrigados, os comits de participao comunitria passaram a desenvolver manuteno contnua das reas em comum, funes especficas de limpeza, distribuio de alimentos e monitoramento de casos de sade. O foco principal dos comits promover a participao conjunta no dia-a-dia dos centros de acolhimento, estimulando o desenvolvimento atravs de diferentes responsabilidades.

Segundo o relatrio do ACNUR, em abril, cerca de 480 voluntrios faziam parte de 54 comits. Em julho, eles seguiram auxiliando a equipe de gesto de abrigos em atividades diversas.

Medidas de sade

Desde maro, foram iniciadas aes com o foco principal de conscientizar os refugiados quanto a prevenes com a COVID-19. Em abril, as reas em comum passaram a ter nmero menor de circulao de pessoas, para evitar aglomeraes. Tambm foram distribudos kits de limpeza, kits de limpeza pessoal, colches e redes para reforar os hbitos de higiene.

Durante o ms de maio, o ACNUR inaugurou o Espao Emergencial 13 de Setembro, anteriormente estruturado como uma ocupao espontnea. A princpio, o espao pretendia abrigar 292 pessoas at o fim de junho, atravs de uma realocao devagar, para evitar aglomeraes. Entretanto, em julho, o espao emergencial seguiu ativo alocando 115 refugiados em 4 unidades habitacionais.

Os migrantes e refugiados com suspeitas ou confirmao de infeco pelo coronavrus foram transferidos para a rea de Proteo e Cuidados (APC) da Operao Acolhida, com capacidade de atendimento para 1.000 pessoas, dividida em duas partes: a primeira, de isolamento para casos suspeitos e confirmados; e a segunda para tratamento dos casos mais graves.

Acesse aos relatrios na ntegra:



Links relacionados


Compartilhe
Imprimir ou enviar por e-mail

 






Sede: Salvador - Bahia - Brasil / 71 3555-3355 / salvador@avsi.org - Filiais e escritórios: Ceará, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Roraima.