PROJETOS /
FICHA TÉCNICA DO PROJETO

NOME:
Scale-Up Urban 95 - Boa Vista

PERÍODO:
Set/2019 a Set/2021

PARCEIROS:
Fundação Bernard van Leer, Prefeitura de Boa Vista e a Fundação AVSI

O projeto Scale-Up Urban 95 – Boa Vista procura apoiar as políticas e programas de Primeira Infância em Boa Vista, consolidando um modelo operacional sustentável, através da utilização de tecnologia e gerenciamento de dados para aprimorar a oferta de serviços, ampliar a utilização de espaços públicos e promover melhorias na mobilidade.

 

 

Objetivo:

 

 

  • Desenvolvimento da 1° Infância na cidade de Boa Vista;
  • Ampliação da rede de atendimento para crianças, principalmente para as crianças imigrantes. Gerenciando para reduzir os casos em extrema vulnerabilidade;
  • Tomada de decisão e criação de políticas públicas baseadas no cruzamento de dados. E engajamento da sociedade local, através da sensibilização quanto a importância da Primeira Infância.

 

 

Público-alvo: Gestantes e crianças até 06 anos.

 

 

Metodologia: Nosso projeto é baseado em apoiar e desenvolver os programas sociais da Primeira Infância, oferecidos pela Prefeitura de Boa Vista. O projeto Scale-Up Urban 95 procura promover o desenvolvimento da primeira infância da cidade de Boa Vista, especificamente em gestantes e crianças de 0 a 6 anos, período crucial para a criança construir sua identidade e fortalecer seu futuro. O programa é composto por 13 iniciativas: Força Tarefa, Cuidar de quem cuida, Hábitos saudáveis no trabalho, Descentralização das atividades, Análise populacional, Inteligência artificial, Rede Blockchain, Manutenção de equipamentos públicos, Parques e Oportunidades para as famílias Imigrantes, Comunicação - Mudança comportamental, Custos na Primeira Infância, Documentando o FQA e Consultoria Jurídica e Arquitetônica.

 

 

Ações previstas:

 

  • Força Tarefa: Criação de fluxos para melhorar o atendimento de gestantes e crianças até seis anos. Tem como objetivo a estruturação de procedimentos, protocolos de identificação e respostas à resolutividade dos alertas de risco, bem como a melhoria dos processos já existente para cada demanda.
  • Cuidar de quem cuida: Programa de formação direcionada para educadores e equipe de apoio nas Creches (crianças de 2 a 3 anos). Capacitação para que estes profissionais sejam capazes de estimular as crianças em todo seu potencial de desenvolvimento.

 

  • Hábitos saudáveis no trabalho: Estimular o uso de bicicletas como meio de transporte nas visitas domiciliares feitas pelos agentes da prefeitura em Boa Vista.As bicicletas substituirão veículos nas visitas dentro do raio de até 2.5Km.

 

  • Descentralização das atividades: Criar uma plataforma de gestão para gerenciamento das atividades/aulas/cursos realizados no FQA, que funcionará na descentralização das atividades para os CRAS, atendendo as famílias que estão em diversas regiões da cidade.
  • Análises Populacional: Georeferenciar os imóveis da cidade de Boa Vista através das Inscrições Imobiliárias nos 56 bairros.

 

  • Inteligência Artificial: Utilizar Inteligência Artificial na Plataforma do Cidade Social para aumentar a unificação de registros e diminuir a incongruências nas informações inseridas, podendo receber continuamente novos registros do mesmo indivíduo.
     
  • Rede Blockchain: Utilizar tecnologia Blockchain criando uma rede Municipal para integrar e compartilhar informações seguras entre diversos atores envolvidos no desenvolvimento da 1° infância e na rede FQA.
     
  • Manutenção de equipamentos públicos: Criação de plataforma “Central de Monitoramento” para registro e acompanhamento da manutenção dos equipamentos públicos na 1° Infância.

 

  • Parques e oportunidades para as famílias:Criação de melhores condições para o lazer e circulação das crianças e famílias imigrantes na cidade de Boa Vista. Garantir o direito de brincar para as que vivem em condições de extrema vulnerabilidade.
  • Comunicação – mudança comportamental: Criar metodologia de comunicação para que haja uma Mudança Comportamental, na população em geral, quanto a importância dos cuidados na 1° Infância. Gerar material para consolidação dos conceitos e da comunicação.
  • Custos da primeira infância:Gerenciamento financeiro para serviço de desenvolvimento na Primeira Infância. Estudo para qualificar os custos financeiros dos serviços da Primeira Infância e o investimento em cada uma das ações da Prefeitura.
  • Documentando o FQA: Identificação dos mecanismos, técnicas e métodos utilizados na governança para a criação e manutenção da Política Municipal de Primeira Infância. Documentação das melhores práticas desenvolvidas pela Prefeitura de Boa Vista. Desenvolvimento de kits/manuais de como implementar as políticas públicas desenvolvidas.
  • Consultoria Jurídica e Arquitetônica: Estudo de avaliação técnica de obras arquitetônicas e legislação correspondente.Desenvolvimento de um projeto de lei (PL) para que fique o legado para os próximos governos municipais.

 

 

Resultados esperados:

  • Melhoria e ganho de escala no programa e na política do “Família que Acolhe”, através da revisão, melhoria, documentação e automação de suas operações;
  • Assegurar a continuidade da política pública por meio do engajamento da sociedade local, sensibilizando quanto a importância da 1° Infância;
  • Redução dos casos de risco em extrema vulnerabilidade com o aumento de acuracidade dos dados da plataforma tecnológica.

 

Nº de beneficiários atendidos de forma gratuita: Temos uma estimativa de 53.092 beneficiários diretos, identificados como crianças de 0 a 6 anos de idade e gestantes, além disso, 399.213 beneficiários indiretos, pertencente à população de Boa Vista.



Em Andamento








Sede: Salvador - Bahia - Brasil / 71 3555-3355 / salvador@avsi.org - Filiais e escritórios: Ceará, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Roraima.